A Faculdade de Artes Dulcina de Moraes – FADM, criada e mantida pela Fundação Brasileira de Teatro – FBT, é fruto do sonho e do compromisso da atriz Dulcina de Moraes com a formação de artistas e arte-educadores no Brasil. A faculdade, com mais de 32 anos de atuação, foi criada no dia 7 de março de 1982, em Brasília, oferecendo originalmente os cursos de Licenciatura em Educação Artística, Bacharelado em Artes Cênicas e Bacharelado em Música.

A mantenedora da Instituição, a Fundação Brasileira de Teatro – FBT, uma das mais antigas fundações da área artística, foi instituída em 7 de julho de 1955, no Rio de Janeiro, antigo Estado da Guanabara. Depois de dezessete anos de funcionamento naquela cidade, transferiu sua sede para Brasília, onde se encontra até o presente momento. Assim como a faculdade, sua criação foi um empreendimento de Dulcina e de seu marido, o também ator Odilon Azevedo.

 

Primar por um espaço de formação que favoreça o diálogo e a troca entre estudantes e criadores com efervescente e sistemática produção artística é um diferencial preservado desde as primeiras origens, quando a FBT mantinha no Rio de Janeiro uma Academia de Teatro com diferentes cursos e docentes, como Ziembinski, Giani Ratto, Cecília Meireles, Adolfo Celi,  Henriette Morineau e a própria Dulcina. Desde então, figuram no seu quadro de professores artistas de reconhecida expressão no cenário local.

 

Com localização privilegiada, no coração de Brasília, a Faculdade Dulcina ocupa um prédio com cinco andares e mais de 5000 metros quadrados composto de dois teatros, ateliês, salas de aula, biblioteca, galeria de arte, estúdio de rádio e fotografia e laboratórios de informática e de arte e tecnologia.

 

Os valores e exemplos deixados por Dulcina, que soube acompanhar a mudança das artes cênicas dos tempos tradicionais para a modernidade, alimentam e norteiam, até hoje, as ações da FBT e da FADM. A atriz, considerada a grande dama do teatro brasileiro do século XX, influenciou três gerações de atrizes: “Ela foi tão importante, avassaladora, definitiva, moderna em seus espetáculos […] que, até o início dos anos 50, nenhuma atriz importante ou menos importante, no Brasil, deixou de ter em Dulcina o seu modelo, quisesse ou não, tal a sua força e sua personalidade”, declara a atriz Fernanda Montenegro. Por todo seu compromisso com o desenvolvimento cultural, em especial do teatro, Dulcina vislumbrou na nova capital o solo fértil para perpetuar os seus ideais. Dessa forma, escolheu Brasília para ser o seu lar e sediar as instituições por ela criadas: a Fundação Brasileira de Teatro e a Faculdade de Artes.

 

A proposta apresentada pela atriz para a criação da FADM, posteriormente inaugurada em Brasília, tinha, na sua origem, os seguintes princípios:

 

Essa faculdade, em seu planejamento, não será uma Escola que padronize estilos interpretativos – escola de virtuosismos e técnicas apenas. É uma escola que, através de seus cursos de cultura e de formação estético-filosófica, tem como objetivo colocar o aluno em conhecimento e harmonia com todas as artes, educando-lhe o sentido do Belo e, consequentemente, aperfeiçoando-lhe o espírito para um conceito mais alto e mais puro da existência humana.

 

Em 7 de março de 1982 (Processo nº 11.581/7), o Conselho Federal de Educação aprovou o Projeto da FBT para a criação da Faculdade de Artes, com os cursos de Licenciatura em Educação Artística (120 vagas), Bacharelado em Artes Cênicas (80 vagas) e Bacharelado em Música (80 vagas). Assim, os cursos ofereceriam um total de 280 vagas ao ano. Inicialmente denominada Faculdade de Artes, a instituição se transformaria, no ano seguinte, com a aprovação do MEC, em Faculdade de Artes Dulcina de Moraes.

Em 7 de dezembro de 2007 foi realizado o TOMBAMENTO DO TEATRO DULCINA DE MORAES e dos acervos fotográfico, textual e cênico da atriz, através do Governador do Distrito Federal na época José Roberto Arruda, foi um marco. Muitas pessoas não tem conhecimento o quanto que a população do Distrito Federal respeita e gosta do trabalho da Faculdade de Artes de Dulcina, faça o download da publicação do Decreto que realizou o tombamento: Decreto_Tombamento_Dulcina.pdf

Conheça aqui a lista de professores da Faculdade:

Quadro Academico 2015 II.doc

Veja a Portaria Ministerial que regulamenta o Curso da Faculdade Dulcina:

Portaria Ministerial 453 de 01 11 1984.pdf

Conheça mais sobre a Infra-Estrutura da Faculdade Dulcina:

INFRA ESTRUTURA.doc